segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Companheiros de Sangue 1 - Beija e Diga (eu góstio) – en.SANDY.cida Lynn

Após ter uma semana dos infernos onde até o emprego perdeu por ter se recusado a fazer o “teste do sofá” com seu Lazarento chefe, Jugular sai com a irmã Safena e a amiga Veia para uma noitada de arromba no arrasta pé local com a intenção de esquecer todas as mazelas sofridas nesses últimos dias.

Ao ver o quanto sua irmã está deprê, desiludida e puta da vida, Safena a desafia a encontrar um saboroso Men para ela “brincar” com o jogo inventado por elas. Não querendo participar, mas sabendo que elas lhe encherão o saco até ela concordar, aceita achando que isso possa a vir a dar um UP em sua vida atualmente tão miserável, por isso Jugular decide a contra gosto aceitar o desafio.

Procurando entre os frequentadores assíduos desse “Riska Faca” um Men beijável, com bons dentes, hálito de hortelã e corpitcho Oh Que Delícia, ela se depara com um mano cheio de qualidades adentrando ao recinto. Ela sente sua Jugular  pular ensandecida com violentas contrações uterinas e o começo de um fogo intermitente começa a sair de mansinho do seu Cú...Eeeeca, ao se deparar com todas essas qualidades reunidas num único e maravilhoso Men muito mais do que Oh Que Delícia!  

Apoplética com vontade de morder, agarrar e devorar o seu salaminho, ops mortadela Marba imediatamente aceita a parada sinistra. Se aproxima de mansinho do mano com a finalidade de cumprir a sua parte nesse desafio di Papel proposta pelas mermãs, averiguando se o mano é ou não elegível além de ser tão bom di boca quanto parece ser de longe. Ao chegar próxima à mesa pergunta...

—E aí mano... Belê? Posso me achegar aos bons fazendo algumas perguntinhas básicas ao mermão?

—Of course my Lady!

—Gostaria de saber se o Men é posseiro ou têm alguma bandeira fincada em algum sem terra, fazendo uso capião temporário ou permamente em algum dragão no momento?

—Nananinanão mermã!

—Desculpa ai Men, mas que male pergunte... Por acaso o Seal gosta de adentrar fiofós tendo como prato principal a rosquinha de algum Men di Quatro al dente? O mermão gosta de sentar no quibe fazendo fio terra e mordendo ensandecido a fronha do seu Companheiro di Fiofó? Diz que não... Diz que não... Diz que nãaaaaaaao mermão!

—Caráaaaglio... of course que NÃO mermã!

—Então mano responda a pergunta que não quer calar... O Lazarento está usando Cú...Eeeeca, Samba Canção ou está com os balandangãs ao vento, livre leve e solto sem lenço nem documento???

—Mermã te garanto uma coisa... O “bicho” tá solto Men!

Ao ver que todas as perguntas foram satisfatoriamente respondidas, ao ser convida a sentar-se junto ao mano exatamente onde a mina senta? Onde? Onde? Onde Caráaaglio??? Of Course que Jugular senta em cheio no colo do Men!

Ao sentir o tamanho descomunal e a grossura da Marba que esse filadaputa possui, ela não resiste e cai no rebolation dançando ensandecida no colo do Lazareeento Dom igual a lagartixa ensandecida, doida para ser jogada na parede sendo chupada e phodida.

Num ataque de timidez, ahã, ao sentir que ele prospectar sua caverna bem o meio do salão do “Beliska Teta”, ele quer porque quer de qualquer jeito acordar e violentar o seu adormecido e já etíope dragão, no meio do bar na frente de todos ele faz ela ter o maior orgasmo múltiplo de toda a sua Lazarenta vida. 

—PQPariuuu Oh Que Delícia mermão! Não tenha medo de ser feliz... ENFIA fundo o dedão e fura o olho do dragão!

Puuu... Puuu... Puuu... Calma Adriana! Caaa... Caaa... Caaa... Sacolinha... Sacolinha... Cadê a Lazarenta da sacolinha Boattini?

Montados numa moto, eles saem doidos para sair dos entretanto e chegar ensandecido nos orgasmos múltiplos dos finalmente. No meio do caminho havia uma consciência... Havia uma consciência no meio do caminho... mas quando ela se depara com o tamanho da mortadela e olha a espessura da Marba, pensa...

—Na secura que estou e com essa fome etíope... PORQUE vou deixar esse maravilhoso espécime ir embora, sem nem mesmo provar um tiquinho de um petisco dessa mortadela enchendo gostoso o rabo de Marba? Nananinação é muito desperdício mermão!

Sem saber, Jugular acaba caindo na boca e nos presas de um filadaputa gostoso do Caráaaglio de um Dom... Drácula! Puuutaaa Quuueuuuu Paaariuuu Adriana, se eu soubesse que existia essa qualidade Oh Que Delícia de Men, te garanto que nunca mais a Boattini colocava um cachecol ou um encharpe sequer no seu pescocinho, nem mesmo quando tivesse uma baita de uma dor de garganta!

O homem é gostoso... Puuutaaa Quuueuuu Paaariuuu como esse Lazareeento é gostoso Caráaaglio! A Adriana, já desacordada, nem se mexe devido às reviravoltas violentas do seu útero ensandecido. Nem mesmo se move quando os tresloucados ovários dão um duplo mortal twist carpado num bungee jump suicida e kamikaze do oitavo andar da casa da Boattini!

Sem que ela perceba, ahã, bem na hora “H” Dom dá uma bela de uma chupada no cangote agarrando fundo enquanto sua caverna chupa sôfrega até o talo a Marba do mano, enquanto o filadaputa do Drácula chupa que nem canudinho a Jugular da Mina, lhe causando um dos maiores e estratosférico orgasmos múltiplos de sua desgracenta vida!

Só para constar a Adriana já está com o pescoço da Boattini a mostra esperando ser a próxima nesse buffet de self-service delivery de carne de pescoço!

Ao ver ela quase “arrancar” os beiços quase estourando a frágil Jugular ao tentar se conter e reprimir de qualquer jeito os gritos ensandecidos da mina durante os inúmeros orgasmos múltiplos, proporcionado por esse lazarento e gostoso Men... O que o mano fala? O que? O que? O que Caráaaglio???

—Não se reprima... Não se reprima... Bota a boca no trombone e grite a plenos pulmões, porque quero ouvir os berros ensandecidos do prazer arrebatador que deixou o dragão da mina absolutamente descontrolado e ensandecido!

Puuu... Puuu... Puuu... Caaa... Caaa... Caaa... Puuutaaa Merda Adriana... OVULEI ensandecida Boattini!

Ela fica besta ao vê-lo se recostar confortavelmente na sua “pochete” GG que sempre a incomodou, chegando as raias de considerar seriamente a hipótese de fazer uma bela de uma lipo porque não há dieta que elimine essa maldita barriguinha, mas não é que ele góstia do acolchoado extra e suculento da mina???

Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaapeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeel!

Os orgasmos múltiplos vão se multiplicando ensandecidos... TRÊS... Mama Mia... QUATRO... No banho ele manejando estrategicamente o jato da duchinha... CINCO...  Men é melhor parar com essa contagem progressiva, porque a Adriana já está toda envolta e “vestida” com papel alumínio pronta e esperando para embarcar no DEZ com a tresloucada Boattini rumo a essa constelação de Trep’in Min Já!

Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaapeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeel!

Já subnutrida e desfalecida, Julugar ainda não se tocou dessa vontade obsessiva do Dom em dar chupões no seu corpo, inclusive tem uma “bela” de uma chupada bem na porta da caverna e outra dada com góstio pelo Drácula bem na borda do olho do seu inanimado dragão.

Confesso que a Adriana, nessa altura do campeonato, não só deixava como ainda forçava esse filadaputa gostosão do Caráaaglio a fazer da Boattini uma peneira humana de tanto phodê e chupar essa mina!

Por esse gostoso Oh Que Delícia de Dom a Adriana, que ADORA alho, não só abre mão dos lazarentos como até já os jogou pela janela para não afugentar de jeito maneira esse morceguinho, muito menos assustar esse Drácula gostosão quando ele chegar na sua casa, principalmente se correr o riso de afastar o canudinho do cangote da Boattini!

Ai... Ai... Ai... Já sem fôlego eles vão ao cinema para “dar um tempo” em tanto desejo desenfreado, pois sua caverna está só o pó da rabiola de tanto dar gostoso, o dragão quase morrendo afogado num alagado geral está esbagaçado de tanto ser chupado, amassado e phodido.

E num é que o filme está monótono, chato, sem ação e sem sentido, Jugular já acostumada com o ritmo adoidado e enlouquecido do mano mesmo assim leva um susto quando o Dom a surpreende durante a sessão de cinema. O que ele faz? O que? O que? O que Caráaaglio???

O Drácula se ajoelha entre as poltronas e, em frente a todos, reza diante da mermã fazendo inúmeros e gostosos Mama Mia na Jugular dessa Lazareeenta sortuda do Caráaaglio que, nessa altura do campeonato, o dragão já está seco e esturricado!

Cadê o meu útero Adriana? Caráglio Boattini cadê os ovários ensandecidos? Sinto informá-la que eles Seal Phoderam di vez nesse livrinho além da imaginação, caindo de cabeça num triplo mortal twist carpado rumo a ilha di Lost desse Elo Perdido!

Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaapeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeel!

Antes a Adriana achava que Dom Drácula não existia na vida real e era apenas uma obra de ficção científica criado por alguma alma ensandecida, mas depois de ler esse livrinho a Boattini chegou a conclusão que esses hominhos di Papel na verdade estão presos nas cavernas (sem chave) das minas, bem como devem ter sido exterminados por dragões vorazes e ensandecidos que di jeito nenhum largam desse osso muito menos dessa fita!

A Mari colocou esse delicioso doce na boca da Adriana, ai novamente vem a Mari ensandecida e tira, sem dó nem piedade, numa voadora mortal o doce da boca babada da Boattini, ao dizer que essa filadaputa de escritora do Caráaaglio ainda nem chegou perto de escrever muito menos rascunhar os outros livros dessa Lazareeenta estorinha! Puuutaaa Quuueuuu Paaariuuu Phodeu Men!

Adriana já em crise de abstinência fazendo transfusão de sangue de todos os tipos para salvaguardar, pois vai que o Men tem sangue tipo O... A... B... AB... Por isso é bom garantir com todos os tipos para não correr o risco de perder essa fita por um simples detalhe técnico, porque a Boattini quer ser chupada... Ohhh Que Delícia muito chupada no cangote Men!

7 comentários:

  1. Oi linda, adorei vc , tô rindo direto c suas "análises"...
    Menina, q capa é essa?!!! o ruim é qd a gente se depara c um desses ele geralmente trabalha de michê a noite, rebola mais q dançarina d axé, e ñ é muuuito chegado "a fruta"...kkkk, bom, eu pelo menos carrego esse trauma, acho q só no papel mesmo p a gente achar "machotchê", q nem os mocinhos d Diana Palmer, já leu???
    Mil beijos...

    ResponderExcluir
  2. Bárbara... Que bom que você gostou das minhas "análises" ensandecidas al dente! Seja bem vinda ao hospício!

    ResponderExcluir
  3. Amo sua "analises', muito obrigada, voce alegra meus dias

    ResponderExcluir
  4. Tania... Fico feliz ao saber que você aprecia e se alegra com minhas "análises" cheias de sandices além da conta! É Nóis na fita Men!

    ResponderExcluir
  5. O link está quebrado.
    http://www.sendspace.com/file/4mizpq
    Valeu pela resenha! Como sempre, perfeita!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia... Já arrumei o link, deleite-se!

      Excluir
  6. Gostaria de perguntar se sabe informar quando saíra o segundo dessa série

    ResponderExcluir