quarta-feira, 13 de julho de 2011

Trek Mi Q'an 1 - A Nova Roupa (Que roupa?) da Imperatriz - Jaid PHODA Black

Desde que sua irmã Sumida simplesmente sumiu, desapareceu e escafedeu-se em pleno ar sem deixar rastros, Maçaneta vive desesperada e inconsolável a sua procura sem nenhum resultado.

Cansada de tanto chorar e lamuriar ela convida Escandalosa, sua melhor amiga desde que elas eram crianças pequenas lá no playground, a ir ao SPA “Em Busca da Felicidade” pra aprender a esquecer o ódio, controlar a raiva, socar o desespero ficando somente com a saudade pra poder recomeçar e partir do zero em busca da própria felicidade.

Ainda com saudades mais com os sentimentos já guardados no fundo do seu cuore, ao saírem desse Shangrilá emocional em pleno estacionamento se deparam com dois Gullivers pra lá de 2,20 de altura muito do gostoso, forte, sarado e com longos cabelos ao vento e nos ombros cheio de trancinhas. Elas indagam sem acreditar...
—Pelo Amor de Deus Mermã, que Gullivers mais gostosos são esses?

—Mina realmente eles são uma Delícia mais diante desse olhar feroz... PQPariuuu que medo que dá, vamos correr Escandalosamente pra bem longe de Shangrilá antes que a gente Seal Phoda com eles!

Tentam mais não conseguem se mexer, apopléticas ficam paralisadas diante dos Mermãos, não conseguem descolar os olhos das caras nem para averiguar e comprovar se o tamanho do crachá corresponde aos 2,20m da altura das criaturas!

Maçaneta sente que não consegue desviar o olhar dele por mais que tente e o mesmo acontece com Escandalosa quando a versão loira do Mermão também a encara descaradamente. Apavoradas ambas se sentem como se fossem um inseto imobilizado e espetado com um alfinete e enviado para análise microscópica.

Se Maçaneta achava que as coisas não podiam ficar pior se enganou redondamente, num piscar de olhos tem suas roupas desintegrada e está nua em pêlo em pleno estacionamento apenas com o olhar fulminante e poderoso desse Gulliver morenão.

Ao se dar conta de todo esse babado, Maçaneta não agüenta o tranco do olhar obcecado desse Mano, sucumbi, desmaia e cai indo dessa pra uma dimensão quisera eu pudesse dizer bem melhor!

Quando ela desanuviar e acorda saindo desse pesadelo macabro, não consegue acreditar na dura realidade... o Gulliver está ressonando lépido e faceiro deitado em seus airbags sorvendo sofregamente os seus Twin Sisters like uma gostosa chupeta de Men!

Sem acreditar achando que está Lost perdida num pesadelo Além da Imaginação delirando no Mundo de Bob, observa o Mano dormir recostado e ressonando, abismada o vê puxar, sugar, enrolar, brincar mastigar os bicos dos seus Twin Sisters como se fossem o bico de uma deliciosa e inseparável chupeta de estimação!

Descobre que ele é o Imperador Kalingua da dimensão de Putaria Mor da Via Láctea Surubática pertencente à Constelação de Trep’in Min Já do Planeta Phôda, esse Pais Pornográfico pertence ao Buraco Negro de Chupa’in Min Já.

Em Trep’in Min Já há 10 Uominhos di Papel para cada felizarda, para contrabalancear essa parada nas trocas freqüentes do pistão há Minas conjuradas que não somem depois da Phoda como as da Amber, além das escravas que de muito bom gosto dão conta de todo esse descarrego de pistão.

Por isso ele apela para outra dimensão para encontrar o seu Casal Sagrado do Caráglio. Lá em Trep’in Min Já encontrar uma moglie para casar é mais raro que encontrar cabeça de bacalhau, nem mesmo indo até a Noruega. Kalingua quer achar essa agulha nesse puteiro e para isso ele conta com a ajuda do seu irmão Ares o loirão da story.

Ela descobre que está usando uma Coleira dita Colar Matrimonial do Caráglio, o qual ela não consegue tirar nem com o pau do Juvenal. Essa é a “marca” de que agora Maçaneta pertence a Kalingua por ser sua Companheira eterna de Phoda, seu Casal Sagrado do Caráglio e uma vez que ele adentrar nessa Caverna, nunca mais conseguirá ver o olho ou ter um Tetê a Tetê com outro Dragão!

Não adianta Maçaneta reclamar nem mesmo tentar trocar a chave arrombar a fechadura nem espernear, pois não só ele mas toda a Constelação de Trep’in Min Já faz ouvidos Mouros aos seus apelos de retornar, nesse planeta a vontade e os desejos de uma Moglie valem tanto quanto a do Verme da Mosca do Cocô do Cavado do Bandido.

Seus pesadelos apenas começaram, na cultura desses Aliens a nova vestimenta adequada em Trep’in Min Já, o traje “digno” e “respeitável” desse Planeta Phôda e Pornográfico é um sarongue feito do mais puro e transparente véu aberto até a cintura, para permitir livre acesso as mãos e Kalingua dos Mano na hora que quiser.

Acompanha um bustiê de tule hiper mega super transparente que além de não esconder nada ressalta o que já é evidente permitindo livre acesso as suas mamadas constantes, isso completa o traje, ou seja, a partir de agora essa é A Nova Roupa da Imperatriz Phodeu!

É informada que deve transitar na nave espacial, diante dos outros soldados Aliens, com essa vestimenta e quando ela se encontrar sozinha com Kalingua deve estar vestida somente com seu melhor sorriso!

Maçaneta fica totalmente constrangida e catatonia quando nas reuniões com os soldados Aliens ele, distraidamente, fica manuseando com as mãos os bicos dos seus Twin Sister e mamando Kalingua na frente de todos.

Descarado ainda escancara a porta da Caverna do Dragão para que todos possam conferir a qualidade das Estalactites, a profundidade das Estalagmites e a quantidade de vazamentos intermitentes que ela possui.

Todos estão cientes que só ele pode adentrar a Caverna e comer o Dragão di frente, di lado, di pé, di quatro enfiando em tudo quanto é buraco. Todos dessa Lazareeenta Constelação de Trep’in Min Já são verdadeiros Espeleógrafos Voyers Capitão do Mato do Caráglio!

Puuutaaa Quuueuuu Paaariuuu  que ódio e que Caráglio de constrangimento que ele faz a Mina passar quando a manuseia com as mãos e Kalingua como se ela fosse uma Maçaneta de puteiro.

Seu imenso pistão é impossível de entrar em uma Caverna humana sem soterrar e arregaçar as Estalactites e as Estalagmites do Dragão, por isso ele apenas brinca Kalingua e com as mãos, deixado pra tirar o lacre e o selo real apenas na presença da Sacerdotisa Manobrista para que ela possa ajudar com toda essa parada sinistra.

Na hora “H” Kalingua não sabe se conseguirá ir devagar com o andor, pois o Santo do Dragão é de barro e pra se acalmar conseguindo restabelecer um pouco do controle do bagúio já desgovernado, conta com a ajuda da Sacerdotisa Manobrista que está presente na dança do crioulo doido. Ela sinaliza dando instruções de como ele deve proceder na retirada do lacre real desse acasalamento anormal...

—Mermão... Direita... Esquerda... Agora ré... RÉ!

—Calma... Calma... Cuidaaadooo que vai bater!

—PARA! Agora esquerda... ESQUERDA Caráglio!

Ao ver que o Mano está descontrolado pra lá de Marrakesh, Manobrista se oferece altruistamente como voluntária para Kalingua descarregar o pistão totalmente ensandecido na Mina já que ela está acostumada com a violência do impacto dessa parada pra lá de sinistra.

Isso dará tempo para o Mano se controlar antes de Trep’in Min Já na Maçaneta. Ele pega a Manobrista diante dos olhares apopléticos do seu Casal Sagrado do Caráglio e, apenas no Impacto do Soca Martela Marreta, faz Manobrista Seal gozar...

Uma vez... Oh Que Delícia!
Cinco vezes... Estou começando a sentir tremedeiras...
Dez vezes... Estou com palpitações e taquicardia!
Quinze vezes... Estou com ânsia, acho que vou desmaiar...
Dezoito vezes... Gente não estou sentindo minhas pernas...

Após Vinte vezes Seal gozando, Manobrista esquece o volante, vira os zoinhos ensandecida, derrapa nas curvas batendo o carro violentamente sem controle nenhum. Só então o Mermão consegue obter “algum” tipo de controle sobre o pistão antes de entrar definitivamente na Caverna do seu Casal Sagrado do Caráglio e do Coração.

Puuu.......... Calma mermã...
Puuu.......... Respira... Respira bem fundo!
Puuutaaa ... Estou com palpitações!
Quuueuuu... Vou Morrer! Vou Morrer!
Paaariuuu.... Caráaaglio!

Cataploft... Espumando e caindo babando no chão, a Adriana está mais desnutrida e desidratada que uma Etíope em época de estiagem, a Boattini inanimada sem forças até para piscar quiçá levantar os braços pra virar as páginas desse tresloucado martírio quase parte dessa para melhor!

Quando finalmente ele faz Uso Capião, já mais controlado, Kalingua pega Maçaneta e faz um rombo Seal Phodido na Caverna e enfia até o talo na garganta do Dragão. Antes dele descarregar o Pistão quantas vezes a Mina Seal goza antes de alcançar o Nirvana?

Quantas? Quantas? Quaaantaaas vezes Caráaaglio? Uma? Duas? Nananinanão... Ele faz a mina Seal gozar Oito vezes! Já com controle e domínio total das descargas de gás após fazer (vamos contar) Manobrista Seal gozar Vinte vezes mais Oito vezes abrindo e fechando a Maçaneta.

Quando ela está finalmente prostada e sem forças ele descarrega com brutalidade bem no fundo da Caverna, ela ao sentir o impacto dos gazes tóxicos no olho do seu já desfigurado Dragão... Pira ensandecida ao ver sua Coleira Sagrada do Caráglio girar e explodir em um milhão de estrelinhas...

Vê mais luzes que num caleidoscópio desgovernado, mais descontrolado que um canhão de luzes, mais iluminado que o céu em Noite de São João, causando nela um delírio nunca antes imaginado quiçá sonhado, muito mais parecido com um Oh Que Delícia de martírio Men!

Puuutaaa Que la Meeerdaaa! Cadê o Filadaputado meu Alienígena Men? Se vocês pensam que só os Mermão degustam e passam a mão e Kalingua na Maçaneta estão redondamente enganados, as Mermãs conjuradas e as de carne e osso também se fartam desse banquete na cama ou no banho deixando a Maçaneta viajando na batatinha e derrapando ao virar os zoinhos nas curvas da maionese!

Para dar um caráter “mais sério e sóbrio” a essa séria, a autora cheia de Phoda não permite um duplo impacto na Caverna e na BackDoor da Mermã in the same time, ninguém em Trep’in Min Já faz Augustilhamento, pois só o companheiro do Casal Sagrado do Caráglio é que pode adentrar a caverna Sagrada da Mina com o seu Pistão!

Chego à conclusão que essa Jaid Phoda Black não deve cheirar carreiras de farinha de trigo ou injetar detergente líquido nas veias quando escreve como as outras autoras ensandecidas. Nananinanão!

Agora tenho certeza absoluta que ela é à verdadeira Traficante dessas Autoras ensandecidas e Lazareentas do Caráglio e, de tanto manipular e injetar todo esse pó nas outras, este pó já deve ter entrado no DNA do seu Cú...Eeeeca fazendo com que ela surte tresloucada apenas por respirar!

Já a base de soro, você pensa que acabou? Afê! O surto apenas começou! Como ele é o Imperador Kalingua caso venha a bater as botas antes dos Dois Mil anos de vida estimado de muito Soca Martela Marreta, quem tomará o seu lugar no império e na vida da sua já arrombada mocinha é o seu irmão Napoleão que é o responsável por toda a logística das guerras para que não haja nenhuma invasão em Trep’in Min Já.

Como eles não são Casal Sagrado do Caráglio e, para se acostumarem um com o outro, caso isso venha a ocorrer quando ela estiver na presença do Napoleão, estando o Imperador presente ou não, ela deverá estar vestida apenas com o seu melhor sorriso para que ele possa conhecer e manusear a sua Maçaneta à vontade e ao seu bel prazer!

O intuito é fazer com que Napoleão descubra o segredo de como abrir e ocupar a Caverna da Maçaneta com as mãos ou Kalingua. Lembrando que o Uso Capião é proibido uma vez que só o Imperador tem direito sobre essa jurisdição a não ser que ele venha a bater as botas, ai sim esse passará a ser o espólio de Napoleão.

Após um poderoso calmante de cavalo ZZZ... ZZZ... ZZZ... Continuo bebendo e sorvendo todo esse martírio di Pé, di Lado, di Quatro cansada de tanto manuseio da Maçaneta com Mano e Mina enfiando em tudo quanto é buraco!

Ares, com uma baita de uma inveja de Kalingua, volta a terra atrás de Escandalosa para ver se a Mina também é o seu Casal Sagrado do Caráglio, aquela que nunca poderá dizer não as sandices e desejos desse Mermão com Ares tão arrogantes. E não é que a pobre da infeliz é?

Nessa dimensão de Trep’in Min Já A Moglie não tem opção de dizer não uma vez que ela não é ouvida e não tem direito sequer a dar pitaco nem mesmo quando o assunto é Phoda. Para eles, elas são nada mais nada menos que uma Maçaneta que deve ser passada, manuseada, usada, chupada e degustada de mão em mão pelos Mermão.

São tantas as sandices que a Adriana está sem fôlego e totalmente desnorteada a espera do milagre de encontrar um Mermão que Trep’in Min Já ou que Chupa’in Min Já a Boattini, senão nessa galáxia quiçá no próximo buraco negro de um Men!

Esta é definitivamente a série mais tresloucada, apoplética, imaginativa e ensandecida que já tive o prazer de botar os olhos, por isso estou na dúvida se Nóis... Uiva pra Lua, geme pras Estrelas, corre atrás da Ursa Maior pra ver se pelo menos consegue ver o rabo da Ursa Menor ou simplesmente se interna no Juquiry mais próximo a espera do Milagre de aparecer um desses deliciosos Men pra mim!

Adriana já está à procura de um intensivão de Astronomia que tenha GPS incluso pra dar a localização exata da Dimensão de Putaria Mor na Via Láctea Surubática pertencente à Constelação de Trep’in Min Já do Planeta Phôda cujo Pais Pornográfico pertencente ao Buraco Negro de Chupa’in Min Já.

Nem que para isso a Boattini tenha que psicografar uma mensagem do além by Carl Sagan com a localização exata e precisa dessa Phoda agonizante de paraíso!

Adriana Chupa’in Min Já! Oh Que Delícia Boattini Trep’in Min Já! Por acaso alguém tem um foguete ou uma nave espacial pra me emprestar???


6 comentários:

  1. Mermãzinha,
    I was wondering, quando a Boattini conseguir as coordenadas desse excitante planeta juntamente com o tal empréstimo de um foguete, por favor, leva eu, talvez a Sacerdotisa Manobrista necessite uma suplente para seu período de férias..e Nóis na Fita Men!!!
    bjs.

    ResponderExcluir
  2. Mermã... Pega a senha porque já sou a primeira da fila! By the way estou estudando arduamente para ocupar o cargo de Manobrista CONCURSADA quiçá na condição DESIGNADA de Phoda intensa desse Casal Sagrado do Caráaaglio! É Nóis Trep'in Min gostoso nessa Fita Men!

    ResponderExcluir
  3. como assim a coleira explode??kkkkkkkkkkkkkkkkk e que mané é esse de ficar triscando no playground alheio?Napoleão,nem pense!!!!kkkkkkkkkk ah lek,lek,lek,lek só no volante a manobrista kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, quando a Adriana leu esse livrinho, a Boattini ficava de cabeça pra baixo pra ver se entendia direito essa estorinha! Confesso que fiquei com assaduras de tanto entra e sai de tudo quanto é habitante desse Trep'in Min!

      Excluir
  4. Nunca rir tanto com os nome dados a uns personagens. É muita loucura, loucura, loucura para um planeta só. Kkkk Digo um livro só.
    Mega curiosa nesse povo e saber onde arranjo um foguete também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê...
      Essa série é digna de ser colocada no setor "Além da Imaginação" de qualquer Juquiry, ops Pinel, ops Biblioteca! Creio que na noite que a Jaid "Phoda" Black psicografou essa série, ela deve ter cheirado muita farinha di trigo e enjetado muito detergente líquido na veia! Confesso que até a Adriana está meio zureta com tanto Trep'in Min na Boattini!

      Excluir