quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Bloodlust 1 - A Conquista de Mikhel - MARILYN Suruba LEE

Balzac Ana por estar no cume da montanha a caminho da descida vertiginosa dos Enta decide celebrar seu aniversário de 40 anos com uma bela festa Hallowen, trajando a caráter uns panos a la Thriller.

Pra tanto ela decide se embrulhar pra presente num modelito pele sobre pele, daqueles onde um suspiro mais profundo é capaz de disparar a artilharia pesada das costuras e empurrar os air bags GG num salto mortal duplo twist carpado de Bung Jump fora do decote!

Ao invés dos presentes tradicionais ela quer inovação, por isso quer se dar embrulhada para presente para um Mano qualquer, não quer ganhar nada que seja para casa seja ele elétrico ou eletrônico, nem mesmo quer ganhar um Bob Vibrator para consolá-la nas intermináveis noites sem fim, nem se vier acoplado com pilhas Duracel.

Sabendo que os anos passam, Balzac Ana  anseia por desbravar novos territórios em busca de novos horizontes a espera de conquistar novos desafios, para tanto precisa sentir algo com mais sustância que tenha muita Carne e nenhum Osso.

Ela anseia que o único pensamento que “O” presente terá em mente seja a velocidade do Soca, a empolgação do Martela e a intermitência do Marreta bem fundo na sua Caverna, deixando destroçado o seu desejoso Dragão!

Já cansada de  tanto catar papel no vento, Balzac Ana  está ansiosa por encontrar um Sem Terra disposto a fazer um belo Uso Capião no Mundo Lost que se transformou a sua Caverna, nem que para isso precise usar máscaras de oxigênio e aspirador de pó pra ajudar na remoção dos escombros sobre o Dragão!

Pra sair do limbo que se tornou o seu útero, agora um buraco uterino, Balzac Ana  está disposta a aceitar até mesmo um Teenager de sem Terra cogitando até a hipótese, se necessária, de ter que abrir um crediário para compra do berço, do Leite e das fraldas do Mano!

Seu sonho de consumo se materializa quando ela avista Dom Drácula, a atração magnética é tão forte que apesar de constrangida, ela não consegue parar de encarar e observar descaradamente o seu... Cara Crachá, Cara Crachá, Cara Crachá do seu imenso e incomensurável pistão pneumático!

Balzac Ana fica encantada ao ouvi-lo confessar que frutas amadurecidas e passadas do ponto são o seu prato predileto, que não só ele come com gostio a casca, a polpa e o bagaço, como ainda chupa e engole até o Caroço!

Confessa que ser um mestiço Dom Drácula e caso ela queira realmente sentir o duplo impacto do seu pistão pneumático, terá que dar todo o bagúio forever and ever principalmente o seu saboroso cangote, pois ele quer se lambuzar saboreando al dente com um canudinho. É pegar ou largar!

Diante de um banquete de fazer inveja aos Deuses do Olimpo com promessas de que poderá alcançar um novo e emocionante nível inigualável de prazer, onde ela não só satisfará todas suas necessidades e desejos mais luxuriosos e obscuros… uma... duas... mais trocentas vezes!

Vocês acham que ela resiste? Claro que Balzac Ana cai de boca e se entrega em uma bandeja de prata, com direito a um belo chupão no cangote da Mina bem na hora “H” da Phoda culminando com os suspiros dos orgasmos múltiplos!

Dom Drácula com o hábil manuseio do seu pistão pneumático, trabalha ininterruptamente 24h sem tirar de cima, desbravando os escombros da Caverna do Dragão da Balzac Ana sem necessidade de troca de pilhas, consertos ou ajustes de bateria!

Durante a pausa para recarregar e fazer pequenos acertos de alinhamento e cambagem no pistão pneumático, além da limpeza dos bicos de tanto entulho gerado na Caverna do Dragão pela expedição exploratória...

Eis que na calada da noite Vamp Puro Sangue entra de bicão na Festa Privê durante esse break, ela se acha a dona do bagúio por durante anos ter feito essa troca de óleo no pistão pneumático do Mano, apesar de que ele nunca fincou a bandeira do Uso Capião na caverna iludida desse Dragão!

Como uma verdadeiro Zeca Pimenteira, ela sente-se no direito de reivindicar o seu direito aos anos de manuseio do pistão e o uso fruto de todo o maquinário que o acompanha, sem se importar se o código de barras tem ou não o seu DNA.

Como ela não tem seus direitos sequer ouvidos, revoltada e nos cascos por ter sido passada para trás, Vamp Puro Sangue pega na marra o pistão do Mermão e a força faz com que ele seja obrigado a fazer Uso Capião!

Balzac Ana assiste a luta livre dos desejos ensandecidos de camarote sem saber se chora, ri, corre ou se finge de morta, pois ao invés do pistão do Mano ficar em OFF, surpreendentemente ele não só fica ON como ainda trabalha com se fosse o funcionário do mês a todo vapor! É a treva da treva sem fim!

Durante esse deleite, é comum e usual ter festas de surubas coletivas e incestuosas, que deixariam ate mesmo a FDP Mor roxa de vergonha. Muitas surubas são prometidos para os próximos livros Vamp’s que virão..

Confesso Adriana que é tanto Augustilhamento incestuoso que minha cabeça deu um nó, pois é pai Vamp comendo filha comendo irmão comendo mãe que por fim fica lambendo gostoso um belo pedaço de sabão!

Puuutaaa Quuueuuu Paaariuuu Boattini, só mesmo uma bela planilha de Excel pra poder computar e dar conta de registrar e catalogar todo esse Augustilhamento familiar e incestuoso do Caráaaglio! Eca... Eca... Eca... Mil vezes Eca!

Agora cá entre nós... a Adriana queria taaaaaanto um Vamp gostosão Oh Que Delícia desses para a Boattini, mas confesso que nós só não queria a suruba em família!

eBook... Bloodlust 1

5 comentários:

  1. Como sempre, a resenha foi ótima Adri!!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Babi... Obrigada Mermã por ter cheirado e gostado dessa fita Men!

    ResponderExcluir
  3. Comecei a ler essa série pelo segundo livro e não gostei nem um pouco,e só pela sua resenha já sei que vou gostar menos ainda do primeiro.
    Como diz uma amiga minha Vampiro comprometido é vampiro castrado e morreu pro resto do mundo.

    ResponderExcluir
  4. Não estou conseguindo baixar
    vc poderia mandar pro meu email
    mairaesilva@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maira... acabei de mandar para o seu eMail!
      By the way já arrumei o link do Blog.

      Excluir